“I was born yesterday, but I stayed up all night.”

essa frase deve ser um dos motivos que mais me fez gostar de “the hottest state”, o filme novo dirigido por ethan hawke (nem sabia que ele dirigia).

hottest_state.jpg

outro motivo é que é uma historinha de amor, ou de falta de, ou de um “amor jovem”, como entrega o mui belo título em português. resumindo, é um filme besta, sobre como a gente vira uma besta maior ainda quando nosso coração é atingido como tauba de tiro ao álvaro.

mais outro motivo deve ser esse nosso (pelo menos meu) prazer levemente sádico em ver um homem sofrendo desesperadamente por amor. não sei o que acontece, mas acontece,  eu acho uma coisa linda de se ver.

e mais um: tem meu queridíssimo m. ward na trilha.