quando eu trago comida de casa pra almoçar, geralmente é algo bem sem graça. aí eu tenho certeza que mereço uma compensação, e me dou de presente o melhor brigadeiro que eu já comi, gigante, que vende num café na galeria gemini.

bom, fui lá hoje, e folheando a marie claire, achei uma coluna de uma jornalista chamada leila ferreira. era justamente sobre os mantras femininos, como esse de se dar um brigadeiro porque acha que merece. são aquelas frases que a gente diz retoricamente, pra nós mesmas ou pras amigas, desde o princípio dos tempos, sabe-se lá porquê.

não sou de colar texto de marie claire, mas achei esse engraçado e verdadeiro, tirando uma ou outra aberração até machista. aqui os melhores mantras (e suas devidas traduções):

Preciso emagrecer urgente (Preciso, mas não vou. Tenho consciência da necessidade, mas ainda não estou pronta para o sacrifício)

Os homens são todos iguais (Acabei de sair de um relacionamento decepcionante, mas tenho certeza de que é só uma questão de tempo até conhecer um homem diferente)

Só me arrependo do que não fiz (Estou profundamente arrependida por algo que acabei de fazer)

Não tenho roupa pra ir (Meu armário está cheio, mas estou louca pra comprar uma roupa especial para a ocasião)

Com este sapato, é só pôr uma calça jeans e uma camiseta branca e a gente fica arrumada (Este sapato é caríssimo, mas não vou resistir)

Ela é legal, mas… (Ela não tem nada de legal, mas preciso dizer alguma coisa boa sobre ela antes de começar a falar mal, para sentir menos culpa)

Preciso economizar (Acabei de comprar ou estou saindo para comprar algo que vai estourar o meu orçamento)

Impressionante como o metabolismo da gente muda depois dos 40 (ou 30, ou 25…) (Estou comendo mais do que nunca, mas agora tenho a desculpa da idade)

Não vou transar com ele de jeito nenhum. Nem me depilei, exatamente para não ter a tentação (Detesto transar sem estar depilada, mas às vezes a gente abre uma exceção)

Nossa, você caprichou na produção! (Você está over. Não precisava disso tudo)

Você fez certo: veio bem à vontade (Você errou feio: está bem desarrumada)

Só vou te falar porque sou tua amiga (Prepare-se para ouvir algo que vai te desagradar profundamente)

Tinha que ser mulher (Entendo o erro que ela acabou de cometer, porque, no lugar dela, eu faria a mesma coisa)

A partir de hoje, sou uma nova mulher (Hoje acordei cheia de boas intenções, pronta para mudar tudo que tem que ser mudado na minha vida. Só não sei quando começo)

quero ver quem não vestiu a carapucinha.