os filmes de wes anderson, além de serem lindos, terem o melhor figurino e cenário, cores que eu quero na minha sala, personagens que eu adoraria conhecer e histórias de fazer chorar, têm trilhas sonoras perfeitas.

não sei se todos os diretores se preocupam com essa parte. não falo da trilha incidental nem efeitos sonoros, mas das músicas que vão fazer parte da trilha sonora. a maioria deve contratar alguém dito competente para a tarefa, mas outros eu consigo imaginar ouvindo LPs empoeirados e escolhendo uma a uma as faixas que vão entrar. e geralmente, essas músicas não ficam em bg. elas acompanham todas as cenas, e em volume alto, um detalhe que eu adoro. acho que é o caso de sofia coppola, paul thomas anderson, gus van sant, quem mais?, e ele. (update: tarantino, claro! brigada, márcio!)

em rushmore, the kinks:

em royal tenenbaums (e em mais uns 54 filmes), elliott smith :~

em steve zissou, sigur rós, zombies (a cena mais linda, mas não tá no youtube) e david bowie por seu jorge:

e agora, em darjeeling, rolling stones do tempo que mick jagger era um pitéu e, especialmente, esse cidadão desconhecido de sotaque francês naturalmente charmoso: