You are currently browsing the monthly archive for junho 2008.

algumas coisinhas lindas que pesquei do excesso de informação chamado são paulo fashion week. agora laços, borboletas, tons pastéis: verão bem frufru, hein?

no sentido horário: samuel cirnansck, isabela capeto, triton, huis clos, maria garcia e iódice.

– como eu dei uma sumidinha, acabei nem comentando. mas sim, eu adoreeeei sex and the city, mesmo com clichês, trocadalhos e piadinhas sem graça. pra mim equivaleu a mais uns 5 episódios da série, e boy como isso me faz feliz. vou esperar a continuação da continuação.

– outro filme que vi há meses, adorei e não comentei: longe dela. história muito, muito triste. junto com família savage me fez ter certeza que eu não quero viver até ficar velha. die young, stay pretty (and sane).

– fiz uma muxtape de músicas sexy.

– você já deve ter visto por aí, mas esse pirralha é muito fofo (update: esse aqui é ainda mais).

– o mesmo vale pro famoso porco-de-botas.

– queria voltar pra recife: no carnaval e no são joão. que falta faz um milho assado.

– e porque esse excesso de amor rosa choque passou muito tempo aqui no topo, as torturas da memória de um amor perdido (roubei de leal):

lamúrias, dor de cotovelo, promessas, despedidas, saudade & amor sem fim. fiz uma outra muxtape, especial de dia dos namorados. foi muito difícil escolher só 12 músicas, muito mesmo, então espero que apreciem meu esforço. e ternurinha pra todo mundo. :)

update: foi mais forte que eu. não consegui deixar outras tã lindas canções de fora. elas insistiram. e mesmo que jamais ninguém escute, eu sei, terá valido a pena: criei outra muxtape de amorrrrr.

adorei este projeto, e como ele conseguiu me incomodar. é um cidadão que compra raspadinhas, muitas delas, e não raspa. não arrisca, nem quer ver. ele não precisa, porque ama a vida dele do jeito que ela é. do you?

(via)

achei nesse blog de frases, tiradinhas, pensamentos e máximas em geral (eu adoro “em geral”), que virou automaticamente um dos meus blogs preferidos de todos os tempos.

traduzi pra cá, porque é muito bom.

* PUBLICIDADE É COMO A INDÚSTRIA PORNÔ:

1. só quem trabalha com isso é iludido o bastante pra chamar de arte.

2. os dois têm premiações estranhas e auto-bajuladoras.

3. é difícil mudar pra outro mercado.

4. a internet levou o trabalho pra todo um outro nível.

5. você dá fast-forward nas partes chatas.

6. os mesmos conceitos são reciclados eternamente.

7. dão uma carreira a quem abandonou a escola de arte.

8. trabalhar com isso vai afetar sua família em alguma hora.

9. se é bom, transcende linguagem.

10. você não deve ficar na mesma posição por muito tempo.

a caixinha de som pra ipod mais fo-da que eu já vi.

(via trabalho sujo)

cabide-head2

twitter

last.fm

flitis's Profile Page